Gestão Financeira em Pequenas e Médias Empresas

Gestão Financeira em Pequenas e Médias Empresas

22/03/2018Categoria: Financeiro
Gestão Financeira em Pequenas e Médias Empresas

No Brasil, mais de 90% das empresas são de pequeno e médio porte. Esta informação, obtida por meio de pesquisas de instituições como o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), evidencia o empreendedorismo presente no país.

Contudo, para que essas empresas consigam se manter competitivas no mercado e em funcionamento, é imprescindível que exista o conhecimento e investimento em processos de gestão financeira.

A gestão financeira engloba uma série de mecanismos que visam a obtenção de melhores resultados do empreendimento mediante boas práticas de administração.

Esta gestão envolve o planejamento, análise e controle das atividades financeiras que, quando executadas corretamente, contribuem diretamente para melhores tomadas de decisões.

Qual a importância da gestão financeira em pequenas e médias empresas?

A gestão financeira é essencial para todas as organizações, especialmente pelo fato de que todos os setores impactam diretamente no setor financeiro. Desta forma, a correta administração financeira permite uma análise assertiva da atual situação da empresa, favorecendo a otimização dos resultados.

Isso significa que todos os setores devem estar rigorosamente em sincronia, mensurando corretamente, por exemplo, a entrada e saída de recursos, que permite a gestão apropriada do capital e definições de aplicação ou captação de recursos.

Além disso, a gestão financeira permite a identificação da melhor margem de lucratividade e identificação de falhas orçamentárias, oportunizando o remanejamento de ações.

As principais ferramentas de gestão financeira

Entre os vários relatórios e ferramentas disponíveis para gestão financeira, abordaremos duas ferramentas essenciais para este processo: o fluxo de caixa e o demonstrativo de resultados do exercício (DRE).

Fluxo de Caixa

O fluxo de caixa é uma ferramenta da gestão financeira, que controla a entrada e saída de recursos da empresa considerando a movimentação realizada e a prevista.

Por meio deste fluxo realiza-se o levantamento de informações como os recursos disponíveis, valores a receber e a pagar, previsão de vendas, previsão de impostos, entre outros.

A partir da correta elaboração do fluxo de caixa e seu alinhamento estratégico das informações com ambos os departamentos da empresa, torna-se possível a projeção de cenários.

Estas projeções permitem a identificação de superávit ou déficit financeiro, facilitando a identificação de problemas e ações necessárias para sua correção.

Demonstrativo de Resultado (DRE)

O demonstrativo de resultado é um demonstrativo fornecido pela contabilidade das organizações, demonstrando o resultado da empresa (lucro ou prejuízo) em um determinado período.

Esse demonstrativo é de suma importância para gestão financeira, permitindo a:

  • Identificação do lucro;
  • Análise horizontal e vertical das principais contas;
  • Identificação do ponto de equilíbrio;
  • Identificação da saúde econômica e financeira da empresa.

Além das ferramentas apresentadas, outros aspectos devem ser analisados ao longo do processo da gestão financeira. Para esses processos é possível obter assessoria da Harpia Consultoria Empresarial.

A Harpia disponibiliza em seus serviços a consultoria financeira, realizando o diagnóstico da empresa e a elaboração de um painel gerencial com todas as informações fundamentais para a boa prática da gestão financeira disponíveis.

Entre em contato com nossa equipe e descomplique sua gestão econômica e financeira.

 

Dica extra

Para obtenção do DRE, mencionado em nosso artigo, sua empresa deve contar com o suporte de uma contabilidade de confiança. A Harpia recomenda a Innove Soluções Empresariais, que tem como objetivo principal ir além dos tradicionais serviços de contabilidade, agregando conhecimento e valores ao serviços prestados, possibilitando em conjunto atingir os melhores resultados para sua empresa.